Página Inicial > Linux > Lighttpd com PHP + MySQL no CentOS

Lighttpd com PHP + MySQL no CentOS

Opa,

Já faz algum tempo que eu soube do Lighttpd (através do Enderson), mas sempre utilizei o Apache como serviço de hospedagem Web nos servidores que instalo por uma simples razão, sempre me serviu muito bem, mas ultimamente eu precisava de um simples serviço Web com suporte a PHP e MySQL para hospedar um único sistema, foi quando eu resolvi testar o Lighttpd!

Primeiro, caso ainda não esteja instalado, é necessário instalar os pacotes do MySQL e PHP:

# yum install mysql mysql-server php-cli php-mysql php-gd php-imap php-ldap php-odbc php-pear php-xml php-xmlrpc

Ative o serviço do MySQL para iniciar durante o boot e inicie-o no sistema:

# chkconfig mysqld on && /etc/init.d/mysqld start

Agora é necessário alterar a senha do administrador do banco de dados MySQL, portanto execute os comandos abaixo:

# mysqladmin -u root password senha123
# mysqladmin -h hostname.servidor -u root password senha123

OBS.: Lembre-se de alterar a senha123 pela senha que deseja para o adminstrador do MySQL e altere hostname.servidor pelo hostname do seu servidor!

Agora vamos baixar e instalar o Lighttpd, para isso existem 2 formas, baixar os pacotes manualmente do repositório DAG, ou ativar o repositório DAG e instalar via YUM, eu escolhi baixar os pacotes manualmente e instalar via RPM (caso deseje a segunda opção basta dar uma olhada na fonte utilizada neste post). Execute os comandos abaixo:

# cd /tmp/
# wget -c http://dag.wieers.com/rpm/packages/lighttpd/lighttpd-1.4.18-1.el5.rf.x86_64.rpm
# wget -c http://dag.wieers.com/rpm/packages/lighttpd/lighttpd-fastcgi-1.4.18-1.el5.rf.x86_64.rpm
# rpm -Uvh lighttpd-1.4.18-1.el5.rf.x86_64.rpm
# rpm -Uvh lighttpd-fastcgi-1.4.18-1.el5.rf.x86_64.rpm

Agora iremos alterar dois arquivos de configuração, o primeiro é o php.ini que precisamos adicionar a linha abaixo no final do arquivo:

# vim /etc/php.ini

cgi.fix_pathinfo = 1

O segundo é o lighttpd.conf que precisa descomentar as linhas abaixo:

# vim /etc/lighttpd/lighttpd.conf

"mod_fastcgi",

fastcgi.server = ( ".php" =>
( "localhost" =>
(
"socket" => "/tmp/php-fastcgi.socket",
"bin-path" => "/usr/bin/php-cgi"
)
)
)

Inicie o serviço do Lighttpd e ative-o na inicialização do sistema com os comandos abaixo:

# /etc/init.d/lighttpd start
# chkconfig lighttpd on

Pronto! Serviço instalado! Caso deseje crie um arquivo info.php para verificar se tudo está OK:

# vim /srv/www/lighttpd/info.php

Abraço!

Fonte: http://www.howtoforge.com/lighttpd_php5_mysql_centos5.0

Categories: Linux Tags: , , , ,
  1. 18, agosto, 2009 em 14:12 | #1

    Bixo, uma boa mesmo para pequenas páginas em uma intranet ou coisas do tipo.
    Como te falei, vi uma palesta muito boa do uso dele em conjunto com o apache.
    A utilização dele é focada mesmo em páginas estáticas.
    Massa.

  2. 20, agosto, 2009 em 14:57 | #2

    Como disse no post, já tinha ouvido falar dele os testes só comprovaram! =)

  3. 8, novembro, 2009 em 06:36 | #3

    Amigo seu tutorial está me ajudando muito a instalar o lighttpd no meu servidor pois ele é o unico servidor que aguenta meus sites sem gastar muita memoria e cpu, porem você colocou um comando errado no post, para ativar o lighttpd corretamente é :

    /etc/init.d/lighttpd start
    chkconfig lighttpd on

    Você digitou o nome do arquivo erradamente!!! um abraço!

  4. 8, novembro, 2009 em 13:16 | #4

    Opa Gustavo,

    Valeu pelo aviso, vou ajustar o post!

    Abraço!

  5. 9, novembro, 2009 em 03:57 | #5

    Por nada… Luiz pintou um problema aqui que talvez você possa me dar uma luz…

    Com os comandos:

    # mysqladmin -u root password senha123
    # mysqladmin -h hostname.servidor -u root password senha123

    Eu coloquei senha no mysql correto? So que agora estou tentando instalar o painel LxAdmin e o mesmo não instala o painel por causa que ele tenta acessar o mysql sem senha, ele me sugere que eu re-instale o mysql e tente instalar o painel novamente (antes de colocar uma nova senha) Tem alguma socução para o meu probema sem ter que desinstalar o mysql? E se não tiver como posso fazer a desinstalação?

    Um abraço!

  6. 9, novembro, 2009 em 18:47 | #6

    Outra dica importante, estou usando o centos 5 64 aconteceu comigo e está acontecendo com bastante gente pelo visto, agente liga o lighttpd e ele diz que ligou sem erros mas na verdade n ligou, e quando damos um comando de restart a tentativa de desligar diz que falhou (pois na verdade o serviço ta desligado) e depois diz que ligou com sucesso (mentira).

    Para resolver isso é bem simples, basta rodar o comando:

    mkdir /var/run/lighttpd/

    (esse comando cria a pasta que falta na instalação que por algum motivo não está sendo criada automaticamente.)

    e depois:

    chmod 777 /var/run/lighttpd/

    (esse comando da permição 777 a pasta que acabamos de criar)

    Rode novamente o comando /etc/init.d/lighttpd restart

    Problema resolvido!!! Até que eu não estou mandando mal nisso não né? Tendo em vista que eu nunca tinha mechido com isso até a 2 dias atraz =) Espero estar ajudando a outras pessoas que assim cmo eu não sabem nada do assundo =)

  7. 9, novembro, 2009 em 19:19 | #7

    Opa Gustavo,

    Cara, eu acho que o correto seria tentar verificar na aplicação como alterar o código para que no momento de utilizar o MySQL seja solicitada a senha do root, mas como não conheço essa aplicação acho que o que tu pode fazer é zerar a senha do root no MySQL e depois alterá-la novamente, para isso:

    # mysqladmin -u root -p password ”
    Enter Password:

    Com o comando acima a senha do root do MySQL será “zerada”, depois basta retornar para a senha desejada:

    # mysqladmin -u root -p password ‘senha_antiga’

    Espero ter lhe ajudado, abraço!

  8. 9, novembro, 2009 em 19:31 | #8

    Opa Gustavo,

    Valeu mais uma vez pela dica!

    Abraço!

  9. 17, novembro, 2009 em 02:17 | #9

    Opa Luiz como vai? Sabe como fazer para atualizar o Lighttpd?

  10. 17, novembro, 2009 em 20:50 | #10

    Opa Gustavo, tudo na paz!

    Eu sempre utilizei os pacotes do repositório DAG, que estão na versão que utilizei no post, caso deseje utilizar a última versão disponível no site do projeto vai ser preciso compilar, achei esse link (http://www.cyberciti.biz/tips/update-lighttpd-web-server.html) que tem um passo-a-passo. O que pode fazer também é pegar o fonte no site do projeto e o spec no repositório DAG e gerar o pacote RPM com o rpm-build.

    Testa aê e informa! Abraço!

  11. 18, novembro, 2009 em 02:18 | #11

    Opa Luiz excelente dica, obrigado pelo help!

  1. 15, agosto, 2009 em 15:01 | #1
  2. 3, dezembro, 2009 em 18:12 | #2