Arquivo

Textos com Etiquetas ‘RAID’

RAID via software: Substituindo um disco

26, abril, 2010 3 comentários

Opa,

Há alguns dias atrás eu precisei substituir um disco que estava apresentando problemas em um RAID1 via software, após uma rápida pesquisada encontrei a solução. Abaixo estão os passos necessários para executar essa tarefa.

Vamos supor que seu RAID1 esteja configurado da seguinte forma:

/dev/sda1 + /dev/sdb1 = /dev/md0
/dev/sda3 + /dev/sdb3 = /dev/md1

E que o disco sdb começou a apresentar problemas, logo devemos substituí-lo por um disco que DEVE ter a mesma capacidade ou superior, criando as partições com o mesmo tamanho das partições anteriores.

Pode-se verificar o status do RAID com o comando abaixo:

# cat /proc/mdstat

Deve ser exibido [UU], caso retorne [U_] o RAID está com problemas!

Para remover as partições do disco com problemas basta executar os comandos abaixo:

# mdadm --manage /dev/md0 --fail /dev/sdb1
# mdadm --manage /dev/md1 --fail /dev/sdb3

# mdadm --manage /dev/md0 --remove /dev/sdb1
# mdadm --manage /dev/md1 --remove /dev/sdb3

O comando com o parâmetro –fail “marcou” a partição como “falha” e o segundo com o parâmetro –remove removeu a partição.

Agora desligue o sistema e faça a substituição dos discos!

Após carregar o sistema faça a “clonagem” do particionamento do disco com o comando abaixo:

# sfdisk -d /dev/sda | sfdisk /dev/sdb

Caso deseje verifique se as partições estão idẽnticas com o comando fdisk:

# fdisk -l

Devemos agora adicionar as novas partições ao RAID existente:

# mdadm --manage /dev/md0 --add /dev/sdb1
# mdadm --manage /dev/md1 --add /dev/sdb3

Verifique se as partições estão sendo sincronizadas com o comando abaixo:

# cat /proc/mdstat

Quando a sincronização concluir deverá ser exibido novamente o [UU].

OBS.: Caso tenha problemas com o grub, será necessário reinstalá-lo no novo disco!

Abraço!

Fonte: http://www.howtoforge.com/replacing_hard_disks_in_a_raid1_array

Categories: Linux Tags: ,

Criando uma partição RAID via software

6, agosto, 2009 4 comentários

Olá,

Nesse post eu irei falar sobre como criar uma partição RAID via software no CentOS 5.3. Tive essa necessidade quando, após instalado o sistema, precisei adicionar mais uma partição RAID 1 via software, para os que não sabem o que é RAID esse post no Wikipedia explica detalhadamente.

Primeiro foi preciso criar as partições do tipo RAID nos dois HD’s:

# fdisk /dev/sda

Comando (m para ajuda): n
Comando - ação
e estendida
p partição primária (1-4)
p
Partição selecionada 4
Primeiro cilindro (3180-9729, padrão 3180):
Usando valor padrão 3180
Último cilindro ou +tamanho ou +tamanho M ou +tamanho K (3180-9729, padrão 9729):
Usando valor padrão 9729

Comando (m para ajuda): t
Número da partição (1-4): 4
Código hexadecimal (digite L para listar os códigos): fd
O tipo da partição 4 foi alterado para fd (Detecção automática de RAID Linux)

Comando (m para ajuda): w

Com isso temos uma das duas partições necessárias para criar o RAID 1 via software, agora repetimos o mesmo processo mudando o comando fdisk para o segundo disco:

# fdisk /dev/sdb

Repita o processo acima! Feito isso já temos nossas partições configuradas, é necessário agora criar o RAID, fazemos isso executando o comando abaixo:

# mdadm –create –verbose /dev/md3 –level=1 –raid-devices=2 /dev/sda4 /dev/sdb4

Onde:

/dev/md3 -> é o dispositivo RAID que será criado
–level=1 -> é o tipo de RAID desejado
–raid-devides=2 -> quantas partições farão parte do RAID
/dev/sda4 e /dev/sdb4 -> partições que farão parte do RAID

Após a criação vamos verificar se o status do dispositivo criado com o comando abaixo:

# mdadm –detail /dev/md3

/dev/md3:
Version : 00.90.03
Creation Time : Fri Jul 31 13:00:04 2009
Raid Level : raid1
Array Size : 209848960 (200.13 GiB 214.89 GB)
Used Dev Size : 209848960 (200.13 GiB 214.89 GB)
Raid Devices : 2
Total Devices : 2
Preferred Minor : 3
Persistence : Superblock is persistent

Update Time : Thu Aug 6 11:49:11 2009
State : clean
Active Devices : 2
Working Devices : 2
Failed Devices : 0
Spare Devices : 0

UUID : 66d0ebab:eb984d7b:ee7db6e1:ddee276b
Events : 0.2

Number Major Minor RaidDevice State
0 8 4 0 active sync /dev/sda4
1 8 20 1 active sync /dev/sdb4

Como podemos ver na linha 13 o State do dispositivo é clean, ou seja, já se encontra sincronizado e pronto para uso, caso esteja em modo sync devemos esperar a conclusão da sincronização dos dispositivos para passar ao próximo passo que é a formatação do dispositivo:

# mkfs.ext3 /dev/md3

Após formatado devemos verificar qual o UUID do dispositivo para podermos incluí-lo ao arquivo de configuração mdadm.conf:

# mdadm –query /dev/sdb4 –examine |grep UUID
UUID : 6630ebrb:ey984a7b:fe7db5e1:ddae276b

Com o UUID em “mãos” editamos o arquivo mdadm.conf e adicionamos o RAID ao sistema:

# vim /etc/mdadm.conf

ARRAY /dev/md3 level=raid1 num-devices=2 uuid=6630ebrb:ey984a7b:fe7db5e1:ddae276b

Depois basta adicionarmos a partição ao arquivo fstab do sistema:

# vim /etc/fstab

/dev/md3 /backup ext3 defaults 1 2

Pronto! Já temos nosso RAID 1 via software funcionando! Abraço!

Fonte: http://mymcp.blogspot.com/2009/07/creating-raid-5-array-in-software-on.html

 

Categories: Linux Tags: , ,