Arquivo

Textos com Etiquetas ‘Ubuntu’

Assistindo os Jogos Olímpicos no Linux

Opa,

Como todos sabem estão começando os Jogos Olímpicos 2012 em Londres, no Brasil o canal oficial que está transmitindo pela Internet é o r7.com da Rede Record, para minha surpresa (?) ao tentar assistir aos canais no Ubuntu 11.10 era exibida somente uma janela como se estivesse carregando o vídeo mas nada era exibido, conforme abaixo:

Ao acessar o menu e escolher a opção “Como assistir” descubro que só existem duas opções para download do plugin Octoshape: Mac ou Windows. Vendo isso já imaginei que não iria poder acompanhar os jogos e teria que recorrer a alguma outra solução, mas decidi antes disso realizar uma Google busca na Internet e descobri que EXISTE o plugin para Linux e, adivinhem só, FUNCIONA!

O procedimento é simples, mas infelizmente é necessário executar alguns passos no terminal, primeiro faça o download do plugin no site do Octoshape, depois acesse o terminal e execute os comandos abaixo:

$ cd Downloads
$ chmod +x octosetup-linux_i386.bin
$ ./octosetup-linux_i386.bin

Aceite a licença digitando “yes” e pressionando Enter, depois acesse a pasta do plugin pelo terminal e execute o cliente:

$ cd octoshape
$ ./OctoshapeClient

Ao executar o cliente serão exibidas as mensagens abaixo no terminal:

Status: Reading configuration
Status: Registering plugins.
Status: Ready to play

Pronto, agora basta abrir o Firefox ou Chrome e acompanhar os jogos!

OBS.: Deve-se manter a execução do plugin no terminal para poder assistir, infelizmente! =/

Fonte: http://www.octoshape.com/?page=get_octo/get_octo

Categories: Linux Tags: ,

Android: Hard reset via adb no Ubuntu 11.10

Opa,

Já faz algum tempo que não coloco nada por aqui, mas sabem como é né? Pois bem, recentemente um colega do trabalho ativou o bloqueio padrão do Android e vivia muito feliz com isso, até que sua mulher foi xeretar usar seu smartphone e adivinhem, apesar das diversas mensagens ALERTANDO que caso continue errando as tentativas de desbloqueio o aparelho seria bloqueado, não deu outra! E como (para variar) usuário não lembra qual e-mail e/ou senha cadastrou na ativação do dispositivo… a última solução seria realizar o Hard reset no aparelho, ou seja, restaurar o aparelho como veio de fábrica! Depois que expliquei o que iria acontecer e meu colega permitiu a operação, fui na Google Internet pesquisar como realizar o procedimento e encontrei diversas formas para isso, só que para minha sorte nenhuma delas funcionou, então sobrou a última opção que seria através do SDK do Android, seguem abaixo os procedimentos.

ATENÇÃO!!! AO REALIZAR ESSE PROCEDIMENTO TODOS OS DADOS DO DISPOSITIVO SERÃO APAGADOS!!! TENHA CERTEZA DE TER BACKUP!!! NÃO ME RESPONSABILIZO CASO ARQUIVOS VENHAM A SER PERDIDOS!!!

Primeiro faça o download do SDK do Android no link http://developer.android.com/sdk/index.html, escolha a opção “Linux (i386)”, ex.: “android-sdk_r18-linux.tgz”.

Descompacte o arquivo, se preferir crie uma pasta para organizar:

# mkdir ~/AndroidSDK
# cp ~/Downloads/android-sdk_r18-linux.tgz ~/AndroidSDK/
# cd ~/AndroidSDK
# tar -xvzf android-sdk_r18-linux.tgz

Execute o comando abaixo para atualizar/instalar os pacotes necessários:

# cd ~/AndroidSDK/android-sdk-linux/tools
# ./android update sdk

Identifique o idVendor do seu dispositivo:

# lsusb

Bus 001 Device 004: ID 22b8:41d9 ...

Configure o sistema para detectar o dispositivo:

# vim /etc/udev/rules.d/99-android.rules

SUBSYSTEM=="usb", ATTRS{idVendor}=="22b8:41d9", SYMLINK+="android_adb", MODE="0666" GROUP="plugdev"
TEST=="/var/run/ConsoleKit/database", \
RUN+="udev-acl --action=$env{action} --device=$env{DEVNAME}"

Reinicie o serviço udev:

# sudo service udev restart

Verifique se seu dispositivo foi detectado:

# cd ~/AndroidSDK/android-sdk-linux/platform-tools
# ./adb devices

Caso o dispositivo não seja listado, pode ser necessário executar os comandos abaixo:

# sudo ./adb kill-server
# sudo nohup ./adb start-server

Com o dispositivo sendo listado, podemos agora realizar o Hard Reset, executando o comando abaixo:

# ./adb reboot recovery

O dispositivo irá reiniciar e entrar no modo Recovery, escolha a opção “Wipe data/Factory reset” e escolha “Yes” (ATENÇÃO!!! AO REALIZAR ESSE PASSO TODOS OS DADOS DO DISPOSITIVO SERÃO APAGADOS!!! TENHA CERTEZA DE TER BACKUP!!! NÃO ME RESPONSABILIZO CASO ARQUIVOS VENHAM A SER PERDIDOS!!!), depois escolha a opção “Wipe cache partition” e por fim “Reboot system now”, feito isso o dispositivo irá iniciar e solicitar a configuração inicial!

Fontes:
1 – http://sites.google.com/site/ubuntu4us/artigos/android/adb-on-ubuntu
2 – http://www.androidz.com.br/forum/topic/891-resolvido-hard-reset-para-samsung-galaxy-5/

Categories: Linux Tags: ,

Logando remotamente no seu Desktop

8, fevereiro, 2011 Sem comentários

Opa,

Recentemente precisei logar no meu Desktop do trabalho remotamente, mas não tinha configurado/ativado nenhum serviço do tipo, após uma breve busca na Internet encontrei o que estava precisando. Esses passos foram utilizados no Ubuntu, mas acredito que funcionem em outras distros sem problemas.

Primeiro foi necessário instalar o software x11vnc no meu Desktop do trabalho, que fez a “mágica” de exibir o meu gerenciador de login (GDM):

# sudo apt-get install x11vnc

Depois iniciei o programa:

# sudo x11vnc -ncache 10 -display :0 -q

Pronto! Com isso já foi possível acessar via VNC na porta 5900 o gerenciador de login!

OBS.: No link da fonte pode-se criar um túnel entre o computador local e remoto via SSH!

Abraço!

Fonte: http://ubuntuforums.org/showthread.php?t=1544847&page=1

Categories: Linux Tags: , ,

Ubuntu enviando ID de conta para multifuncional Kyocera

30, dezembro, 2010 7 comentários

Opa,

Recentemente me deparei com um problema que estava me incomodando bastante no Ubuntu 10.04, imprimir na nova impressora da empresa, uma multifuncional KM-2820 da Kyocera. O primeiro problema eram os drivers que não existiam no meu Desktop, solucionado fazendo uma busca no CD de instalação que veio junto com a multifuncional. Já o segundo problema me deixou irritado por algum tempo, como enviar o ID de conta, já que a impressora foi configurada para imprimir somente com um ID de conta válido? A solução foi simples, mas acredito que em novo driver deverão corrigir isso, vamos aos passos:

Primeiro, antes de instalar a impressora com o driver do CD, copie o driver para o seu Desktop e abra-o no seu editor de texto preferido, procure pelas linhas abaixo e altere para o número do seu ID de conta, é eu sei que no Windows o ID de conta é solicitado durante a impressão, mas como não consegui ativar essa opção com o driver fornecido pelo fabricante, tive que defini-lo diretamente no arquivo PPD, isso pode ser um problema em uma máquina que seja utilizada por várias pessoas, mas não foi o meu caso.

# vim Kyocera_KM-2820.PPD

*% Management Code Definitions
*OpenUI *KmManagment/Controle de trabalho: PickOne
*OrderDependency: 60 AnySetup *KmManagment
*DefaultKmManagment: Default
*KmManagment Default/Desactivado: ""
*KmManagment MG00000000/00000000: "(00000000) statusdict /setmanagementnumber get exec"

Na linha KmManagment MG00000000/00000000: “(00000000) statusdict /setmanagementnumber get exec” altere os valores 00000000 para o número do seu ID de conta, ex.: KmManagment MG123456/123456: “(123456) statusdict /setmanagementnumber get exec”, salve o arquivo e instale a impressora utilizando esse arquivo PPD.

Atualização: Abra o gerenciador de impressão do Ubuntu, clique com o botão direito na impressora e escolha Propriedades, depois “Opções da impressora”, vá até a opção “Controle de trabalho” e escolha o seu ID.

Pronto! Quando for imprimir já será enviado o número do seu ID de conta!

OBS.: Nesse link de um fórum italiano foi criado um script para solicitar o ID de conta do usuário, mas não cheguei a testar!

Abraço!

Categories: Linux Tags: , , ,

Milestone atualizado com o ShadowMOD-BR via Ubuntu

26, novembro, 2010 49 comentários

Opa,

Só criei esse post para informar que finalmente criei coragem e atualizei meu Motorola Milestone para a versão 2.2.1 do Android (Froyo). Utilizei a versão do ShadowMOD-BR e a instalação e utilização, até agora, não apresentou nenhum problema, como a maioria das instalações informou como fazer utilizando o Windows eu vou mudar um pouco e falar como atualizar utilizando o Ubuntu Linux (OBS.: algumas pessoas não conseguiram executar o sbf_flash na versão 64bits).

OBS.: NÃO ME RESPONSABILIZO POR QUAISQUER DANOS QUE POSSAM OCORRER NO SEU APARELHO! NO MEU E EM VÁRIOS OUTROS FUNCIONARAM COM SUCESSO, MAS NÃO GARANTO QUE ESSES PASSOS IRÃO SERVIR PARA O SEU CASO!

Primeiro acesse o site do ShadowMOD-BR e baixe os pacotes:

– SBF base 2.2.1;
OpenRecovery 1.46;
Ultima ShadowMOD-BR disponível;

Depois baixe o aplicativo sbf_flash, consegui encontrá-lo aqui.

Agora vamos aos passos para a instalação (a maioria delas está no site do desenvolvedor, só adaptei algumas linhas referentes a instalação no Ubuntu Linux):

1. Descompacte o OpenRecovery e copie o update.zip e o diretório OpenRecovery para o diretório raiz do seu SD Card.

2. Copie o arquivo zip da ShadowMOD-BR para o diretorio /OpenRecovery/updates.

3. Desligue seu telefone.

4. Aperte e segure o botão de abaixar volume e câmera e ligue o telefone. Continue segurando o botão de abaixar volume/câmera mesmo apos ligado.

5. Irá aparecer uma tela escrito BootLoader (xx.xx), se não aparecer repita o passo anterior.

6. Conecte seu cabo USB no telefone, o Linux já deverá reconhecê-lo e mostrar os dados da conexão pelo comando dmesg, algo como:

scsi 6:0:0:0: Direct-Access     Motorola A853             0001 PQ: 0 ANSI: 2

7. Agora execute o aplicativo sbf_flash (lembre-se de dar permissão de execução ao mesmo):

$ chmod +x sbf_flash
$ sudo ./sbf_flash MILESTONE_BASE_2.2.1.sbf

[sudo] password for fl0cker:
SBF FLASH 1.11 (mbm)

=== MILESTONE_BASE_2.2.1.sbf ===
00: RDL03 0x82000000-0x8204CFFF 00C1 AP
01: CG31 0xB01C0000-0xB01C47FF 24FE AP
02: CG33 0xD13FB000-0xD1BB783F E479 AP
03: CG34 0xB03A0000-0xB03A47FF CC19 AP
04: CG35 0xB07A0000-0xB0A607FF 888E AP
05: CG36 0xF0B7D000-0xF0BE083F 26E7 AP
06: CG37 0xE4034000-0xE40379BF 9325 AP
07: CG40 0xDD2E4000-0xDD2E483F FDFF AP
08: CG42 0xB06A0000-0xB06DFFFF 73E3 AP
09: CG45 0xB0B20000-0xB0E207FF 79ED AP
10: CG47 0xB0EE0000-0xB12A07FF 679E AP
11: CG53 0xCFD80000-0xCFD807FF FDFF AP
12: CG61 0xB0640000-0xB06607FF 6C74 AP

Milestone found.
>> uploading RDL03
Uploading: 100% OK
>> verifying ramloader
-- OK
>> executing ramloader
Milestone found.
>> sending erase
>> uploading CG31
Uploading: 100% OK
>> uploading CG33
Uploading: 100% OK
>> uploading CG34
Uploading: 100% OK
>> uploading CG35
Uploading: 100% OK
>> uploading CG36
Uploading: 100% OK
>> uploading CG37
Uploading: 100% OK
>> uploading CG40
Uploading: 100% OK
>> uploading CG42
Uploading: 100% OK
>> uploading CG45
Uploading: 100% OK
>> uploading CG47
Uploading: 100% OK
>> uploading CG53
Uploading: 100% OK
>> uploading CG61
Uploading: 100% OK
>> verifying CG31
-- OK
>> verifying CG33
-- OK
>> verifying CG34
-- OK
>> verifying CG35
-- OK
>> verifying CG36
-- OK
>> verifying CG37
-- OK
>> verifying CG40
-- OK
>> verifying CG42
-- OK
>> verifying CG45
-- OK
>> verifying CG47
-- OK
>> verifying CG53
-- OK
>> verifying CG61
-- OK
>> rebooting

8. Quando terminar o procedimento o telefone ira reiniciar (apagando e acendendo ou travado no logo da Motorola).

9. Desligue o telefone novamente.

10. Entre em modo de recovery apertando e segurando o botão X do teclado (em alguns modelos de Milestone, o meu foi assim, é o botão da câmera ao invés do X) e ligue-o telefone. Continue segurando o botão X ou câmera mesmo após ligado.

11. Irá aparecer um triangulo com uma exclamação, nesse momento aperte o botão de aumentar volume e da câmera (juntos).

12. Irá aparecer um menu com algumas opções. Usando o D-pad do teclado, selecione a opção “apply sdcard:update.zip”.

13. Selecione “Wipe Data/Factory Reset” e escolha “Yes”.

14. Selecione “Apply Update”.

15. Selecione “update-smbr-vX.X-signed.zip”.

16. Irá ser pedido uma confirmção se quer instalar, selecione “Yes”.

17. Terminado a instalação selecione “Go Back” e escolha “Reboot System”.

Pronto! Seu telefone já irá iniciar na versão 2.2.1 do Froyo! Abaixo alguns screenshots:

Abraço!

Fontes:
http://code.google.com/p/shadowmodbr/wiki/Tutorial
http://www.lucasleao.net/wordpress/archives/458

Categories: Linux Tags: , , , ,

Ubuntu: Utilizando fontes do Android

22, setembro, 2009 Sem comentários

Opa,

Desde que passei a utilizar as fontes do Android nas minhas instalações do Ubuntu (8.10 inicialmente) nunca mais desejei utilizar outra fonte nos ambientes gráficos, pois para mim elas tornam o ambiente bem mais agradável visualmente.

O que mudou na versão 9.04 do Ubuntu é que diferente da versão 8.10 não é mais necessário baixar o arquivo com as fontes do repositório do Android e fazer o trabalho manual para poder utilizá-las, no Jaunty basta executar o comando abaixo para instalar as fontes:

$ sudo apt-get install ttf-droid

Após a instalação basta acessar no menu a opção Sistema -> Preferências -> Aparência, clicar na aba Fontes e alterar os tipos de fonte para as do Android conforme a imagem abaixo.

Escolhendo fontes

Escolhendo fontes

Caso deseje (assim como eu) utilizá-las também no Firefox, abra o browser, clique em Editar -> Preferências e na aba Conteúdo escolha a fonte padrão conforme imagem abaixo:

Firefox Fontes

Firefox Fontes

Abraço!

Categories: Linux Tags: , , ,

Lighttpd: Utilizando Virtual Host dinâmico

15, setembro, 2009 3 comentários

Opa,

Após colocar o Apache para trabalhar com Virtual Host dinâmico resolvi dar uma olhada na mesma solução só que usando Lighttpd (dica do Enderson) e depois de alguns simples passos o serviço estava configurado e funcionando utilizando o módulo mod_evhost.so! Fiz os testes em um Ubuntu 9.04.

Inicialmente é necessário instalar o lighttpd:

# sudo apt-get install lighttpd

Após instalado abra o arquivo de configuração lighttpd.conf, descomente a linha mod_evhost e adicione a linha referente ao diretório contendo as páginas conforme abaixo:

# sudo vim /etc/lighttpd/lighttpd.conf

...
"mod_evhost",
...
evhost.path-pattern = "/var/www/%3/"
...

OBS.: Existem várias opções de configuração, para maiores detalhes acesse o link da Fonte ao final desse post!

No caso desse post o %3 é referente ao primeiro subdomínio, ex.:

teste.exemplo.org -> /var/www/teste
outro.exemplo.org -> /var/www/outro

Agora basta reiniciar o serviço, adicionar a entrada no seu servidor DNS e testar o acesso:

# sudo /etc/init.d/lighttpd force-reload

Para testes locais adicione as entradas no arquivo hosts:

# sudo vim /etc/hosts

127.0.0.1 teste.exemplo.org outro.exemplo.org

Crie os diretórios e adicione algum conteúdo:

# sudo mkdir /var/www/{teste,outro}
# sudo sh -c “echo teste.exemplo.org > /var/www/teste/index.html”
# sudo sh -c “echo outro.exemplo.org > /var/www/outro/index.html”

Agora basta acessar pelo seu navegador os endereços criados! Abraço!

Fonte: http://redmine.lighttpd.net/projects/lighttpd/wiki/Docs:ModEVhost

Categories: Linux Tags: , , ,

Copiando arquivos do Quakelive

28, agosto, 2009 2 comentários

Opa,

Estava testando o Quakelive e notei que teria um grande problema para poder jogá-lo no meu notebook em casa, pois minha conexão é de 100K ainda (infelizmente não posso melhorá-la agora), resolvi então tentar copiar os arquivos que foram baixados para o meu pendrive e testar em casa para ver se funcionava, e adivinhem, funcionou automagicamente!!! \o/

Como o Enderson solicitou que eu criasse um post sobre isso, lá vamos nós! Para executar a cópia realizei os simples passos abaixo:

Bastou “espetar” meu pendrive no ArchLinux, e executar o comando abaixo para copiar o conteúdo do Quakelive:

# cp -R ~/.quakelive /mnt/IPOD/

Se desejar copiar também o plugin do Firefox, execute o comando abaixo:

* Para Firefox 3.5:

# cp -R ~/.mozilla/firefox-3.5/seu_profile.default/extensions/quakelive* /mnt/IPOD/

* Para Firefox 3:

# cp -R ~/.mozilla/firefox/seu_profile.default/extensions/quakelive* /mnt/IPOD/

Ao chegar em casa bastou “espetar” o pendrive no meu notebook com Ubuntu e copiá-los:

# cp -R /media/IPOD/.quakelive ~/

E no caso do plugin:

* Para Firefox 3.5:

# cp -R /media/IPOD/quakelive* ~/.mozilla/firefox-3.5/seu_profile.default/extensions/

* Para Firefox 3:

# cp -R /media/IPOD/quakelive* ~/.mozilla/firefox/seu_profile.default/extensions/

Feito isso abra o Firefox, acesse o site do Quakelive e ao fazer o login já deverá mostrar como OK o carregamento do plugin e dos arquivos do jogo!

Abraço!

Boot via rede do Ubuntu

30, julho, 2009 5 comentários

Opa,

A dica de hoje é como adicionar o Ubuntu no seu servidor de boot (PXE) para iniciar via rede. Nesse post PXE Boot com dnsmasq você encontra como configurar o dnsmasq para isso, então vamos lá!

Primeiro teremos que copiar os arquivos necessários para o boot via rede do Ubuntu, monte as imagens do Ubuntu no seu servidor Web e copie os arquivos vmlinuz e initrd.gz para a pasta /var/tftpd/ubuntu/ do servidor TFTPD, conforme abaixo:

# mkdir /var/tftpd/ubuntu
# mkdir -p /var/www/html/ubuntu/9.04/i386/
# cd /var/tfptd/ubuntu/
# mount -o loop ubuntu-9.04-desktop-i386.iso /var/www/html/ubuntu/9.04/i386/
# cp /var/www/html/ubuntu/9.04/i386/casper/vmlinuz vmlinuz-9.04
# cp /var/www/html/ubuntu/9.04/i386/casper/initrd.gz initrd.gz-9.04

OBS.: Pode colocar o nome que desejar, eu optei pelo nome mais a versão.

Após copiar os arquivos necessários vamos criar a entrada no arquivo pxelinux.cfg/default referente ao boot do Ubuntu:

# vim /var/tftpd/pxelinux.cfg/default

label ubuntu-9.04
kernel ubuntu/linux-9.04
append boot=casper vga=normal initrd=ubuntu/initrd.gz-9.04 netboot=nfs nfsroot=192.168.100.81:/var/www/html/ubuntu/9.04/i386 quiet --

Lembre-se de mudar a entrada acima para adequar a sua situação!

Compartilhe a pasta onde está montado o iso do Ubuntu via NFS:

# vim /etc/exports

/var/www/html/ubuntu/9.04/i386 192.168.100.0/255.255.255.0(ro,root_squash,async)

Depois criamos uma entrada no arquivo message para “informar” sobre o novo sistema disponível:

# vim /var/tftpd/message

ubuntu-9.04 - Instalar Ubuntu 9.04 i386

Feito isso basta agora criar um repositório de instalação do Ubuntu em algum servidor Web disponível copiando os arquivos do CD ou montando a imagem conforme fiz acima, na minha situação eu utilizei a imagem:

# mount -o loop ubuntu-9.04-desktop-i386.iso /var/www/html/ubuntu/9.04/i386

Para adicionar isso no fstab e evitar ter que repetir o comando sempre que o servidor iniciar, faça:

# vim /etc/fstab

/pasta/onde/dos/isos/ubuntu-9.04-desktop-i386.iso /var/www/html/ubuntu/9.04/i386 auto loop 0 0

Agora é só testar e lembrar de apontar para o servidor Web utilizado durante a instalação!

Abraços!

Opa, já ia esquecendo de informar as fontes:

1 – https://help.ubuntu.com/community/PXEInstallMultiDistro
2 – http://tjworld.net/wiki/Linux/Ubuntu/NetbootPxeLiveCDMultipleReleases
3 – https://help.ubuntu.com/community/Installation/LocalNet

Categories: Linux Tags: , , ,

Modem MD300 no Ubuntu 9.04

25, junho, 2009 3 comentários

Opa,

Bem, essa dica é rápida e já encontrei em outros locais na Internet, só estou postando aqui para ser mais uma fonte da solução para esse tipo de modem.

Para fazê-lo funcionar no Ubuntu basta criar o arquivo abaixo para que o sistema, ao invés de montá-lo como um dispositivo de armazenamento, reconheça como um modem.

# vim /etc/udev/rules.d/50-md300modem.rules

ACTION!="add", GOTO="3G_End"

BUS=="usb", SYSFS{idProduct}=="d0cf", SYSFS{idVendor}=="0fce", NAME="modem" PROGRAM="/bin/sh -c 'echo 3 > /sys/%p/device/bConfigurationValue'"

LABEL="3G_End"

OBS.: A linha “BUS==” até “ConfigurationValue” é em uma mesma linha. Post atualizado para evitar problemas na hora de criar o arquivo de configuração!

Feito isso basta executar um reload no serviço udev:

# /etc/init.d/udev reload

E pronto! Agora é só plugar seu modem na porta USB e configurar normalmente sua conexão 3G.

Abraço!

Categories: Linux Tags: , , ,